Acesse aqui: Plataforma Logística | Internet Banking Logística | Rede Credenciada

Motorista multado: o que fazer?

Motorista multado: o que fazer?

Não importa o tamanho da frota, ao longo do ano você receberá notificações de algum motorista multado. Apesar de ser um gasto esperado, às vezes somos pegos de surpresa quando acontece.

Esse valor pode chegar a casa de centenas de milhares de reais dependendo do tamanho da sua frota. 

Essa é uma dor de cabeça que o gestor de frota não quer ter. 

Pensando em te ajudar, listamos aqui alguns pontos e dicas para te ajudar a agir nesta situação. Vem com a gente!

O que fazer quando com o motorista multado?

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, a multa mais emitida no Brasil é por excesso de velocidade.

Sendo assim, é provável que a sua empresa receba a notificação após a passagem do veículo por um radar de estrada.

Independente da multa, o proprietário do veículo receberá uma notificação. Muitas vezes, para evitar problemas, a transportadora prefere fazer o pagamento direto.

A responsabilidade pela multa dependerá da política de frotas estabelecida pela empresa. Normalmente, o motorista infrator arca com o valor da multa. Nesse caso, a empresa desconta o custo imprevisto diretamente do condutor responsável. 

Também é responsabilidade da empresa indicar o condutor infrator. Vamos entender um pouco mais sobre isso no próximo tópico.

Primeiro passo: indique o motorista multado

Quando um veículo de uma Pessoa Jurídica for multado na estrada, a legislação exige que o condutor responsável seja indicado pela empresa, já que as empresas não possuem CNH. 

A empresa que não fizer a indicação dentro do prazo, sofrerá a multa NIC (Não Indicação do Condutor). 

Se o mesmo veículo sofrer outra infração no prazo de 12 meses, e a empresa também não fizer a indicação do condutor, a multa será duplicada.

A justiça entende que penalidades financeiras podem não ser suficientes, principalmente se as multas forem recorrentes. Nesse caso, há a perda de pontuação na carteira ou sua suspensão.

No próprio documento de indicação do condutor existe um campo para você preencher os dados necessários. 

Também é solicitado o envio de uma cópia da CNH do condutor em anexo. Ao final, é necessário encaminhar ao órgão competente.

As multas vão acontecer, não tem como fugir. No próximo tópico temos uma dica de como gerenciar essas multas de maneira eficiente.

Gestão de multas: como realizar

Uma estratégia para reduzir as penalidades sofridas pela frota é através da gestão de multas. Identificar pontos que possam passar por ações de melhoria, poderá evitar essas situações. Especialmente se você tem histórico com motorista multado.

É possível não só gerenciar recebimento, pagamento, pontuações e suspensões de carteiras de motoristas, mas agir preventivamente junto à equipe.

A diminuição desses custos surpresas, impacta diretamente no faturamento da empresa e até na qualidade do serviço prestado.

Realize um diagnóstico prévio da sua frota e não se esqueça de acompanhar o processo logístico. 

Essas duas ações permitirão prever situações que facilitem o recebimento de infrações, como o tempo de deslocamento por trajeto, consumo de combustível e velocidade do percurso.

Investimento em treinamentos e qualificação técnica, assim como no acompanhamento de saúde da equipe, permite prevenir potenciais problemas na sua gestão de frota. 

Gestão de CNH também é um grande aliado

A CNH dos seus motoristas também têm um papel fundamental no controle da sua frota. Garantir que seus condutores estão devidamente habilitados, de acordo com a legislação do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) evitará problemas jurídicos.

Por exemplo, caso seu motorista se envolva em alguma conduta irregular, além da multa, a sua empresa também pode ser responsabilizada. Isso também vale para acidentes e utilização incorreta do veículo. Sem falar no Artigo 310 do CTB:

“Permitir, confiar ou entregar a direção de veículo automotor a pessoa não habilitada, com habilitação cassada ou com o direito de dirigir suspenso, ou, ainda, a quem, por seu estado de saúde, física ou mental, ou por embriaguez, não esteja em condições de conduzi-lo com segurança:

Penas – detenção, de seis meses a um ano, ou multa.”

A gestão dos dados da CNH dos seus condutores te permitirá antecipar possíveis problemas. Acompanhe informações necessárias como: vencimento, renovação da carteira, suspensão e pontuação

É importante lembrar que os pontos também podem ser perdidos quando seu motorista estiver usando um veículo particular. 

O sucesso é uma via de mão dupla! Se o que você precisa é de um sistema completo para facilitar a gestão da sua frota, o Target Bank é a solução. 

Com essa ferramenta você terá tudo em um só lugar. É possível consolidar de maneira eficiente as informações de multas e CNH, além de poder atribuir os valores a centros de custos, identificar o real infrator e muito mais.

Quer saber mais? Clique aqui para conversar com um especialista agora mesmo.

banner-manual-do-caixa-positivo

Inscreva-se para acompanhar nossas novidades!

Quem leu esse artigo também gostou de:

Seguro para frota
Target Log
Target Bank

Seguro para frota: o que você precisa saber

Seus motoristas até podem estar bem instruídos e conscientes na prática da direção defensiva, mas o seu veículo ainda está sujeito a outros riscos. Por isso a contratação de seguro para frota é essencial para sua empresa!

Leia mais

Target Bank

SAC Caminhoneiros

(21) 3030-9100
Capitais

0800-282-22-12
Demais localidades

SAC Contratante

(21) 3500-5111

  • Av. Embaixador Abelardo Bueno, 1111, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, RJ, 22775-039
  • Canal de Ética
  • Código de Ética
  • Política de Privacidade
  • CIOT Gratuito
  • Rendimento CIOT

O Target Bank não realiza qualquer atividade privativa de instituições financeiras, como financiamentos e/ou empréstimos. Essas operações são realizadas por meio de agentes bancarizadores parceiros que são devidamente autorizados pelo Banco Central do Brasil (Bacen) a atuarem como credores em favor de terceiros.

Informações complementares referentes ao Empréstimo: valor mínimo R$1.000,00 e máximo de R$2.000.000,00. Prazo de pagamento de 1 a 60 meses. Taxa de juros pode variar de 1,29% a.m. a 4,50% a.m. Antes de contratar sua linha de crédito, consulte custo efetivo total, as taxas de juros, tributos, tarifas, pagamentos a terceiros, seguros e demais condições específicas.
Exemplo: Empréstimo de R$190.000,00 para pagar em 30 dias, com juros de 1,59% a.m., CET de 28,3783% ao ano, índice de correção monetária: prefixado, juros de R$3.036,27, IOF de $960,53 e total a pagar de R$193.996,80.”